Prêmio Braztoa de Sustantabilidade – Categoria Parceiros do Turismo – SETUR PA

banheiro-publico-do-pesqueirocomunitarios-qualificados

SECRETARIA DE ESTADO DE TURISMO – SETUR PA
BANHEIRO PÚBLICO ECOLÓGICO DO PESQUEIRO

Bioconstrução coletiva
Banheiro público em Pesqueiro é modelo de coleta e tratamento de dejetos no litoral do Pará

A Reserva Extrativista Marinha de Soure, na Ilha de Marajó (PA), não tem sistema de coleta de esgoto sanitário – os banheiros residenciais e as barracas litorâneas utilizam fossas com sumidouros, que acabam por poluir o lençol freático responsável pelo abastecimento das comunidades locais. Para resolver parte do problema, mas principalmente para capacitar moradores e candidatar a praia do Pesqueiro à certificação ambiental Bandeira Azul, iniciativa da organização dinamarquesa FEE (Foundation for Environmental Education), a Secretaria de Turismo do estado liderou e promoveu, ali, a construção de um banheiro público ecológico com saneamento por biodigestão (para águas negras) e filtro natural (águas cinzas).
A obra foi erguida em agosto de 2015 como parte de uma oficina de bioconstrução que capacitou dez moradores da área para que, futuramente, possam ajudar a replicar o modelo na edificação de outros banheiros nas comunidades locais. Para isso também contribui a arquitetura, inspirada nas casas dos primeiros residentes da Vila do Pesqueiro, que aproveita materiais nativos como bambu taboca e palha de inajá.
A partir de dezembro de 2015, quando o sanitário foi inaugurado, condutores de turismo passaram a levar grupos de visitantes ao local para explicar o processo de construção e o sistema de saneamento – alternativa de baixo custo para o tratamento de áreas em ambientes naturais que não têm acesso à coleta convencional dos resíduos líquidos residenciais. A taxa de R$ 2 cobrada pelo uso reverte para a Associação de Mulheres e Moradores do Pesqueiro, responsável pela manutenção do local.