Prêmio Braztoa de Sustentabilidade – Categoria Associados Braztoa – MGM

acao-comp-carbono foto_2

MGM OPERADORA
PARCERIA SUSTENTÁVEL – A MENOR DISTÂNCIA ENTRE DOIS PONTOS

Famtour sustentável
MGM leva agentes de viagem àColômbia para mostrar um novo modelo de pacote possível

Um famtour sustentável do início ao fim – desde a programação, totalmente papel-free, até a escolha do destino, passando pelas atividades e concluindo com o plantio de árvores para neutralizar a emissão de CO2. Isso sem falar na multiplicação de conhecimentos e na disseminação da cultura de um turismo mais responsável. Assim foi a experiência-modelo da MGM, que levou dez agentes de viagem do Rio Grande do Sul para três cidades da Colômbia.
A ideia surgiu três anos atrás, quando Jaqueline Rodrigues, gerente comercial da MGM, participou da feira da Associação Colombiana das Agências de Viagem e Turismo, a Anato. Na ocasião, ela visitou Bogotá, Cartagena e San Andrés e ficou impressionada com a imensa riqueza cultural do país, pouco valorizada nos pacotes tradicionais do destino. Voltando ao Brasil, começou a trabalhar roteiros que colocassem os passageiros mais em contato com o povo colombiano.
O tour pelas mesmas três cidades incorporou passeios a pé e de bike, bem como a conscientização para recolher o lixo durante a viagem – atividades simples, com grande poder de mudanças. O contato com a cultura local foi privilegiado em atividades como andar em chiva, o colorido ônibus local, e conversar com palenqueras, as vendedoras de doces e frutas com seus vestidos floridos. Museus de Botero e do Ouro fizeram parte do itinerário, que também contemplou lojas de artesãos locais e degustação de pratos e bebidas típicos.
Na volta, a experiência se multiplicou em várias frentes: os dez participantes ficaram entusiasmados com a nova visão sobre o destino e a empresa capacitou mais de setenta agências de viagem. Todos os parceiros que tornaram o famtour possível (ProColombia, Avianca, Cartagena e Gematours) também se engajaram.
Além disso, a MGM fez uma atividade educativa sobre meio ambiente com 100 alunos de escolas públicas no interior do Paraná, estado onde a matriz se instalou 17 anos atrás, com o plantio de 150 árvores nativas da mata ciliar.